Este Espaço tem por objetivo compartilhar leituras, falar de encontros, educação, eco-feminismo, parto humanizado, cultura de paz, espiritualidade, dança... de movimentos que o Universo faz pelos quais nos encontramos.
Seja bem vindo, a entrada é franca e amiga... mas chegue com o coração aberto, senão, de nada vai adiantar estar aqui!

28 de jun de 2010

Vazamento no Golfo e o mundo assiste a Copa

Tudo se repete, fazemos questão de repetir, periodicamente caimos na burrice e alienação, mas agora…

O que fazer para estancar? Como fazer para limpar? Estou envergonhada de ter precisado e de ainda usar produtos e subprodutos do petróleo. Petróleo é o nome que demos ao sangue da Mãe Terra. Damos nome a tudo, tomamos posse e usamos o que nem sequer sabemos ser. O resultado de nossa ganância por mais e mais, agora grita aos nossos olhos jorrando sem parar como uma incontrolável emorragia. Quanto tempo a Natureza levará para renascer? Pergunto, pois estamos morrendo.

O que fizemos? Onde chegamos? Somos uma sociedade que renegou a abundância divinamente oferecida sobre a Terra. Fomos cavar no escuro, violamos as profundezas para criar morte e um brilho plástico na superfície que nos encanta mais que o brilho do Sol. Ignoramos o brilho das estrelas, do orvalho nas flores e folhas refletindo a Luz do Sol. Ignoramos o brilho da Água translúcida do mar que agora, escurece a cada dia. Somos renegados e nosso Carma se agranda.

Teremos que evoluir agora. Esta talvez seja a oportunidade para abaixarmos a cabeça, ver que erramos e, sem culpa, mas com responsabilidade, unidos, fazermos algo para reparar nosso erro. Da minha parte, posso orar, pedir aos céus que nos iluminem. Posso também não usar mais nada que venha do petróleo. Refletindo um pouco, nem esse teclado posso usar mais. Meu Deus, onde chegamos?

Se não fosse pelo empenho de alguns homens, nem saberíamos o tamanho da mancha preta que se alarga a cada instante.

Abaixo trago um vídeo que elucida o tamanho de nosso problema. Nele, o cientista e biólogo, visivelmente chocado, solicita que o governo como co-responsável, libere à população a informação exata. Imaginem que a BP, a empresa que extrai e lucra com o produto, está proibindo a área a “curiosos” que querem divulgar o desastre. A empresa não sabe como parar a “brincadeira” que deu errado e ainda quer abafar o problema sem precedentes na história da humanidade e no diário da Mãe Terra. O que é prioridade neste momento? Será que ainda vamos ver mais estupidez? Este é o maior crime de todos os tempos. Quais são os valores que nos guiarão enquanto humanidade?

O Planeta e toda a vida no Planeta pedem ajuda. Céus, ajudem-nos a não machucar mais a vida! Todos os reinos, ajudem-nos! Como teremos Paz se machucamos a Mãe Terra e matamos seus filhos?

(Gisele de Menezes)

Fonte: www.giseledemenezes.com





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gentileza gera Gentileza

Se algum artigo neste blog estiver como "autoria desconhecida" e você souber informar, agradeço e farei a devida correção. Solicito também que ao extrair qualquer informação desta página seja adicionada à devida autoria ou endereço: http://pedagogiadoencontro.blogspot.com

Grata pelo Encontro.